2.11.2021

Sarah para Modeliste Magazine

Onde você nasceu?
Eu nasci em Vancouver B.C!

Onde você está vivendo atualmente?
Normalmente eu divido meu tempo entre Vancouver, onde gravo Charmed, e Los Angeles, onde passo a maior parte do tempo quando não estou gravando.

O que você mais gosta de fazer em Vancouver e Los Angeles quando não está trabalhando? 
O que mais gosto de fazer em Vancouver é sair com a minha família e passar um tempo com a natureza. Também amo esquiar no inverno! Em LA, passo a maior parte dos meus dias jantando e indo à praia com meus amigos. Independente de onde eu esteja, sempre levo um livro comigo.

Com quantos anos você soube que queria ser atriz? Como você correu atrás da sua carreira? 
Eu só tive certeza de que queria ser atriz quando comecei a realmente trabalhar. Sempre me interessei e tive curiosidade porque amo todas as formas de arte, e cresci dançando. Contudo, para uma carreira, quando era nova, pensei que quisesse medicina. Comecei a fazer audições, pensando que, se eu conseguisse alguns trabalhos, poderia pagar a faculdade de medicina, porém quando fui escalada na minha primeira série “Rogue”, eu soube que era o meu lugar. Sempre amei entretenimento mais do que qualquer coisa, então faz sentido.

Dos projetos que você participou, qual foi seu favorito? 
É difícil escolher um único projeto porque todos têm um impacto significativo de um jeito ou de outro, seja porque eu fiz um amigo de longa data, aprendi algo ou trabalhei com alguém que admiro. Direi que Descendentes sempre terá uma grande parte do meu coração, majoritariamente pelas pessoas, a música e a dança. De qualquer forma, o projeto com maior significado com o qual trabalhei é um filme indie que eu acabei de terminar de gravar, ‘Year Of The Fox’. Não posso revelar muita coisa, porém eu amo demais e foi meu maior desafio como atriz.

Como você se prepara para um grande projeto/papel?
Definitivamente depende do papel. Alguns preciso me preparar mais fisicamente. Em outros, trabalho muito mentalmente para entrar no estado emocional do meu personagem. Passar um tempo conhecendo seu personagem antes das gravações é um luxo que nem sempre é concedido, porém, quando é, ajuda muito. Uma das coisas que mais faz com que me sinta preparada é ter um diálogo aberto com o escritor e diretos antes das gravações, e durante. Colaboração é muito importante para mim.

Quais três palavras você usaria para se descrever?
Determinada, corajosa e gentil.

De que forma você se parece com a sua personagem, Maggie Vera, em Charmed?
Maggie e eu temos muitas características em comum. Nós duas somos extramente amáveis e empáticas. Também tenho três irmãs, então sei como é essa conexão. Acho que nós duas somos emocionalmente intensas, mas também temos uma leveza que faz ser (eu espero que faça) divertido estar conosco.

Como funciona uma semana comum para você?
Se estou em um projeto, minha semana costuma ser muito simples. Vou trabalhar e, se saio cedo, tomo uma taça de vinho e leio um pouco antes de dormir. Porém na maior parte do tempo, estou exausta demais para fazer qualquer coisa além de me preparar para dormir e capotar. Nos finais de semana, tento ter uma vida fora do trabalho, então ver amigos ou fazer algo ativo ou engajante é a minha prioridade. Quando não estou trabalhando, minha semana é cheia de exercícios, organizar minha casa, ver amigos, ler e assistir televisão, cozinhar e viajar (antes do mundo virar de cabeça para baixo).

Existem outras áreas da sua carreira que você gostaria de explorar futuramente? 
Eu definitivamente gostaria de escrever, dirigir e produzir. Mesmo que em frente da câmera seja onde estou mais confortável no momento, ainda acho que eu amaria os bastidores. Gosto de ver um projeto de materializado.

Que conselho você dá para alguém que quer ter uma carreira como a sua? 
Meu conselho é simples, mas acredito que muito claro: trabalhe muito e se divirta.

Você pode nos falar mais sobre a fundação do Cameron Boyce e como as pessoas podem se envolver nisso?
A Cameron Boyce Foundation tem como objetivo educar as pessoas sobre Epilepsia e arrecadar dinheiro para que a cura seja encontrada, especialmente para SUDEP (morte inesperada durante a Epilepsia), que foi o que tirou a vida do Came. O trabalho que eles estão fazendo é tão lindo e realmente está mantendo o legado do Cam vivo. Eles também estão arrecadando fundos contra a violência armada, algo com o que o Cam se importava muito. Eu recomendaria segui-los, doar, caso seja possível, e principalmente se educar sobre a Epilepsia, é importante saber o que fazer caso alguém que você ame seja diagnosticado.

Você pode nos contar algo sobre algum dos seus novos projetos? 
Tenho alguns novos projetos chegando. Acabei de lançar meu novo single, chamado Suffer, com um videoclipe, que as pessoas podem assistir no YouTube e ouvir a música em todas as plataformas. Eu acabei de terminar um filme chamado ‘Year Of The Fox’. Tenho mais um projeto a caminho, sobre o qual não posso falar, porém acho que será muito divertido. Estou animada!

Se você pudesse atacar o closet de qualquer pessoas, de quem escolheria?
Acho que a Kristen Stewart sempre pareceu absurdamente maneira. Suas escolhas para eventos são sempre inesperadas e radicais. Também tenho uma queda gigantesca por ela. A acho maravilhosa.

Hack favorito de beleza?
Não sei se isso fará sentido sem um tutorial, mas o que mais gosto é de fazer meu delineado muito pontudo e com efeito de gatinho, passando minha unha ao longo da parte inferior e realmente puxando-a rapidamente para cima. Isso normalmente cria o efeito de gatinho mais elegante e foda de todos. Você também pode usar um cotonete pontiagudo.

Três trends da moda que, sem as quais, você não pode viver? 
Eu não viveria sem uma bota preta grossa, uma calça de cintura alta perfeitamente ajustada em uma cor neutra e um casaco preto comprido e simples. Bônus: eu VIVO por um lenço de seda no pescoço.

Três músicas que atualmente estão na sua playlist?
Wolves do Jensen McRae, 115 and 5 Seconds For You do Benjamin Amaru, e Superstar do Yves Tumor. Uma pessoa me recomendou a terceira música em um primeiro encontro e eu não parei de ouvir desde então.

O que você mais gostou da sua sessão de fotos para a Modeliste?
A fenomenal equipe. Cada pessoa apenas preencheu com uma energia maravilhosa e um talento incrível.

O que você gostaria de dizer aos seus fãs?
Eu gostaria de agradecer pela lealdade e apoio incondicional. Eu não conseguiria fazer o que faço sem todos vocês. Também queria dizer que espero que vocês estejam seguros e se cuidando. Amo tanto vocês.

Como uma personalidade das mídias sociais e influenciadora, de que forma você espera inspirar as pessoas através da sua plataforma?
Nunca me considerei uma influenciadora, porém suponho que qualquer pessoa com uma plataforma e audiência seja um influenciador, de certa forma. Espero manter tudo claro e honesto nas minhas redes sociais. Meu coração se parte com as crianças que estão crescendo com essa visão distorcida de beleza por conta das redes, então espero continuar mantendo a minha genuína e lembrar as pessoas de que está tudo bem ser diferente, na verdade, é mais do que ‘tudo bem’, é fabuloso. Falar sobre saúde mental também é muito importante para mim, já que eu mesma enfrento isso. Saber que você não está sozinho é fundamental quando se está lidando com doenças mentais.

Postado por:
comentários
categoria: Entrevistas
Related PostsSarah Jeffery abre seu coração sobre sua infância no Canadá, seu amigo Cameron Boyce e veganismo
SJBR06.jpg
SJBR012.jpg
SJBR013.jpg
SJBR007.jpg
SJBR010.jpg
SJBR011.jpg
SJBR009.jpg
SJBR008.jpg
SJBR006.jpg
SJBR004.jpg
SJBR005.jpg
SJBR003.jpg
SJBR002.jpg
SJBR001.jpg
SJBR01187.jpg
SJBR01186.jpg
SJBR01184.jpg
SJBR01185.jpg
SJBR01183.jpg
SJBR01181.jpg